31 de julho de 2009

Via Sacra - punk e hardcore (1986 - 1991)

O Via Sacra foi formado em Salvador no inverno de 1986 para fazer um som fortemente calcado no rock mais básico, de assumidas influências do punk rock e hardcore.

As letras da banda bebiam na poesia existencialista e decadente de Charles Baudelaire e Augusto dos Anjos, bem como nos petardos libertários de Hans Magnus Enzensberger e Albert Camus.
A banda despontou na cena rocker soteropolitana no mesmo período do surgimento do Dever de Classe, Proliferação, Elite Marginal, Utopia e Hovelhas Pardas.

Nos primeiros cinco anos, a banda gravou diversas demotapes (estúdio e ao vivo), que circularam pelo país e renderam a gravação da faixa "Conflito", na coletânea Ronda Alternativa pela Devil Discos, São Paulo, em 1988 (capa abaixo). Marcam também a trajetória da Via Sacra a participação num especial da TV Aratu e a abertura do show “Pela paz em todo mundo” da banda paulista Cólera, no Teatro Vila Velha, em Salvador, também em 1988.

Além disso, o Via Sacra foi notícia em vários fanzines punks pelo mundo, com destaque para o californiano Flipside e na revista brasileira Bizz.

+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

+ Cemitério dos posts