16 de julho de 2009

Ofensa Social - punk roots


O ano é 1982. O cenário é perifa total. Os ofensores são: Jerry Marlon, de costas e com um colete jeans, seguranto o "peco-bass"; Jorginho Page com a guitarra; Killer Band (de costas); Luciano Gray e Marcão Botelho no alto.

Depoimento de Marcão Botelho:

"Lembro dos ensaios do Ofensa, lá nas margens da Barros Reis: Killer Band machucando um kit de bateria. Jerry, já o maestro, tirava sangue de beterrada no Pecobass, cuja nota fá era em mi. Jorginho Page queria fazer uns solos estilo Led, mas os caras gritavam: 'solo somente no estilo Steve Jones e Gustavo Muller'. Gray mandava bem pra caralho, gritando refrões como: 'A saída é a anarquia!'. Eu arranhava 3 acordes em uma gianinni supersonic comprada na Sandiz... velhas tardes de domingo... segunda, terça, quarta, quinta e sexta. Depois era ouvir o Rock Special tomando cerveja quente, vinho Frei Vinícius e outras coisitas a mais. kkkkkkkkk."

+

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

+ Cemitério dos posts